Quem somos    |    Nossa solução    |    Blog

Confira dicas e ações práticas para manter os alunos na sua escola no ano que vem

O momento da rematrícula é de extrema importância para escola. É nele que há a renovação da jornada do aluno e a garantia da continuidade de uma boa educação. Assim como a renovação dos votos de um casamento, esse evento reafirma e fortalece os laços entre a escola e as famílias. Quanto mais tempo um estudante permanece na instituição, mais transformações e resultados serão observados em sua vida.

A taxa de rematrícula de uma escola depende de fatores internos e externos. No primeiro ano de pandemia, por exemplo, as taxas caíram 30%, causando um prejuízo para as escolas privadas. Por isso, é importante se preparar e planejar ações para garantir a permanência dos alunos de um ano para o outro.

Quais são os desafios enfrentados na campanha de rematrícula?

Existem diversos fatores que podem fazer com que a família de um aluno decida mudá-lo de escola. Nem todas as situações dependem da instituição de ensino, mas podem existir algumas medidas para incentivar a permanência do estudante. Dentre os motivos da saída de um aluno, estão:

Qual é a chave do sucesso para a retenção dos alunos?

Sabe-se que manter um cliente é mais fácil e mais barato do que conquistar um novo. Por isso, não se pode deixar de lado as campanhas de rematrícula e as medidas para manter os antigos estudantes na escola. Confira algumas dicas de ações que podem ser colocadas em prática para aumentar a taxa de rematrícula da instituição de ensino:

  1. Antecipe o prazo para rematrícula: abrir o período de rematrícula o quanto antes traz benefícios para a instituição, ao facilitar o planejamento e a previsibilidade financeira, e para os alunos, que garantem suas vagas para o ano que vem.
  2. Escute as reclamações: o esforço da escola em entender os pontos de melhoria e buscar aprimorar é sempre apreciado pelos pais. Algumas ferramentas podem auxiliar nisso, como a NPS (Net Promoter Score), uma pesquisa que mede a felicidade dos clientes com o serviço prestado.
  3. Aposte em diferenciais competitivos: ter características únicas, como um programa que forma alunos bilíngues, pode estimular os responsáveis a manterem seus filhos na instituição. As famílias estão cada vez mais conscientes dessa demanda e buscam escolas que ofereçam uma formação bilíngue de qualidade.
  4. Crie conexão com as famílias: divulgar novidades e eventos pode ser interessante para estreitar laços com os responsáveis. Utilize histórias envolventes e depoimentos de alunos, pais satisfeitos e ex-alunos de sucesso para demonstrar como a escola teve um impacto positivo em suas vidas.
  5. Mantenha a conversa: uma relação próxima e transparente com as famílias é indispensável. Escolha canais que ajudem nesse processo, estabeleça prazos adequados e esteja aberto para tirar as dúvidas dos responsáveis com agilidade.
  6. Comunique-se internamente: apresentar as novas ações e estratégias para a equipe interna da escola é bom para manter o processo funcionando. Envolver os professores no andamento das rematrículas também é relevante, visto que eles têm um contato mais próximo com os alunos.