Quem somos    |    Nossa solução    |    Blog

Claudia Peruccini, gerente pedagógica da Red Balloon, fala sobre os diferenciais de quem tem inglês fluente para a concorrência de altos cargos e da metodologia aplicada nos programas da instituição que resultaram em 90% de aprovação dos estudantes no exame de Cambridge

Por muito tempo, o inglês foi visto como um grande diferencial no mercado de trabalho, mas a apropriação da língua estrangeira tornou-se pré-requisito para a ocupação de uma vaga qualificada, principalmente nas grandes corporações.


Nesse sentido, o Brasil não está em um patamar desejado. Segundo levantamento da British Council, instituição pública do Reino Unido, apenas 1% da população brasileira fala inglês fluentemente, o que coloca o país no 60º lugar no ranking de proficiência no idioma.


Isso significa que aqueles que conseguem aprender o idioma com excelência acabam por se destacar profissionalmente. Fato comprovado pelo levantamento da Catho. De acordo com o site de recolocação profissional, um trabalhador fluente na língua inglesa pode ter um salário até 61% maior do que aqueles que não possuem essa qualificação.


“Há anos, o mercado de trabalho demanda comprovação do domínio da língua inglesa e, nesse contexto, a certificação é fundamental. Nós, da Red Balloon, oferecemos aos nossos alunos as ferramentas e práticas necessárias para que obtenham um excelente resultado nos exames de Cambridge”, afirma a gerente pedagógica da Red Balloon, Claudia Peruccini.


Aprovação nos exames de proficiência


Os exames de Cambridge, por exemplo, são sinônimo de excelência quando o assunto é a validação da proficiência no inglês, seja no âmbito acadêmico, seja no âmbito profissional. Contar com um ou mais certificados no currículo é garantia de que o aprendizado será reconhecido.


No entanto, para alcançar a excelência e conquistar a aprovação de proficiência neste exame, é preciso muito estudo, dedicação e, ainda, é necessário contar com uma metodologia de ensino de inglês que ofereça engajamento e participação ativa dos estudantes.


Para Claudia Peruccini, a chave para o sucesso dos alunos está na adaptação do ensino do inglês para garantir que eles estejam sempre engajados ao conteúdo. “Em nossas escolas, adotamos modernas metodologias de ensino-aprendizagem, sempre trabalhadas de modo contextualizado e estimulando o interesse genuíno e a participação ativa dos alunos nas atividades propostas, de modo a tornar a experiência e o conhecimento ainda mais significativos”, explica a gerente pedagógica.

 

Escola Barilan: 90% de aprovação – acima da média brasileira


O trabalho da Skies Learning by Red Balloon dentro da Escola Barilan, localizada na cidade do Rio de Janeiro, contribuiu para a taxa de 90% de aprovação de 22 alunos nos exames de Cambridge. O resultado da escola está acima da média brasileira. Em listening na classificação de “Staters”, a Escola Barilan tem 90% de aprovação, ultrapassando o ranking mundial que está em 50% e o ranking brasileiro que está em 55%. Já na classificação “Movers”, o speaking da instituição ultrapassa novamente a média nacional e a do exterior – ambos com 80% -, com 90% de aprovação. Ainda no mesmo nível, com reading & writing, o ranking mundial é de 30%, o do Brasil é de 40%, e o da Escola Barilan é de 50%.


“Com a metodologia da Skies Learning e com os temas atuais e a sistematização do conteúdo, os alunos são preparados naturalmente para os exames de Cambridge. O treino da prova envolve basicamente o formato de cada habilidade, já que os alunos cobriram o conteúdo durante as aulas do extracurricular. Dos nossos 9 alunos que fizeram a prova de Ket (exame de Inglês Geral de nível mais elementar no conjunto de exames Cambridge English), 4 passaram com A, sendo uma aluna do nível T1”, conta a coordenadora da Escola Barilan, Ana Beatriz Medeiros.


O material didático da Skies Learning by Red Balloon prioriza atividades e práticas focadas na preparação para os diversos níveis de proficiência da língua inglesa, presentes nos certificados de Cambridge. A metodologia utilizada como parâmetro para elaborar suas avaliações é a CEFR (Common European Framework of Reference for Languages) – padrão internacionalmente reconhecido para descrever o quão bem uma pessoa fala, entende, lê e escreve em inglês. É necessária uma ótima preparação, contemplando a rotina de estudo e a prática das habilidades exigidas para cada um desses exames antes de escolher aquele que será prestado, seja nos níveis mais básicos como B1 Preliminary e B2 First ou em níveis mais avançados como C1 Advanced e C2 Proficiency. “Nossos estudantes atingem um índice de aprovação excepcional”, afirma Claudia, reiterando os cursos da Red Balloon como referência no ensino de inglês.