Quem somos    |    Nossa solução    |    Blog

Nathalia Prete, Consultora de Relacionamento da Skies Learning, enfatiza a importância de investir em uma formação inicial e continuada para os professores

A globalização tornou o domínio do inglês, considerado o “idioma internacional”, uma habilidade essencial para explorar as possibilidades do século XXI, possibilitando a interação com diversos conteúdos e culturas. Logo, o ensino do idioma nas escolas brasileiras desempenha um papel fundamental na formação dos estudantes, preparando-os para um mundo cada vez mais conectado.

Para que esse processo de ensino-aprendizagem seja eficiente, é necessário, antes de mais nada, capacitar os profissionais envolvidos na área, fornecendo-lhes as competências linguísticas e metodológicas necessárias. O segredo, nesse quesito, é investir em uma formação inicial e continuada, assegurando um alinhamento constante com os princípios educacionais da marca.

“Acreditar no potencial das pessoas e desenvolvê-las por meio de Feedback e plano de ação cumpre um papel importante nesse processo. Estabelecer uma comunicação transparente com a equipe também é um passo muito importante para que todos se sintam acolhidos e engajados, além de oferecer recursos e suporte adequados”, diz Nathalia Prete, Consultora de Relacionamento da Skies Learning, sobre a estrutura o nosso Programa de Formação Docente.

A importância de capacitar os professores

Como a Skies Learning trabalha com o ensino do inglês seguindo a metodologia Red Balloon, a capacitação dos professores no idioma deve seguir a mesma linha – contextualizada, completa e engajada. Alguns fatores são considerados para o processo:

Melhoria do ensino: “professores continuamente desenvolvidos, acompanhados e apoiados pela escola possuem uma base sólida da língua e são capazes de oferecer um ensino de qualidade, fazendo com que o aluno aprenda de formas diferentes, ampliando seu repertório”, diz Nathalia.

Comunicação dos estudantes: o inglês abre caminhos para o mundo globalizado, e os professores são os principais contatos que auxiliarão as crianças a desenvolverem suas habilidades.

Acesso a mais conhecimento: a maioria do conteúdo disponível na internet está em inglês, sejam conteúdos gerais, recursos acadêmicos ou científicos. Por isso, professores e estudantes devem poder acessá-los com facilidade, ampliando seu repertório linguístico e cultural.

Mais trocas em sala de aula: “ao capacitar os professores em língua inglesa, estamos incentivando a troca de ideias, perspectivas e experiências entre os alunos, o que contribui para um ambiente educacional enriquecedor e inclusivo”, completa Nathalia.

Como fazer a capacitação dos profissionais?

A nossa trilha de formação docente é composta por sete passos:

1- Formação inicial online para que o professor tenha a base de nossos pilares pedagógicos;

2- Mentoria para acompanhar como foi a formação inicial, esclarecer dúvidas e aprofundar temas relevantes;

3- Encontros periódicos para analisar o planejamento que está chegando e antecipar desafios ao longo do percurso;

4- Observação de aulas para acompanhar as práticas de sala de aula e desenvolver os professores;

5- Feedback e plano de ação construtivo e acolhedor;

6- Cursos para desenvolvimento contínuo;

7- Participação no nosso Summit para professores da rede com troca de boas práticas e experiências.

“Seguindo essa trilha, nossos professores são capacitados de forma contínua e possuem um campo aberto de comunicação com nossa equipe para solucionar dúvidas e trocar ideias”, afirma Nathalia. Ou seja, os profissionais estarão conectados com o DNA Skies Learning, o que garante a melhor experiência para os estudantes na sala de aula.