Quem somos    |    Nossa solução    |    Blog

Entre o físico e o digital, o comportamento da sociedade mudou e demanda novas estratégias de negócios

Físico ou digital? Com a internet e as novas tecnologias, esses dois mundos estão se misturando cada vez mais. E a forma como a sociedade interage e consome mudou bastante de acordo com essa realidade. Hoje, as pessoas buscam experiências completas e desejam ter a possibilidade de adquirir produtos e serviços tanto de forma virtual quanto presencial.

Para suprir essa necessidade, as empresas começaram a adotar o conceito figital, que consiste na estratégia de combinar as duas abordagens (física e digital) para oferecer uma melhor experiência e qualificar o relacionamento com os consumidores. Vale destacar que, nesse caso, o digital não suprime o físico, mas o complementa.

Uma pesquisa da Maplink apontou que 73% das pessoas usam uma variedade de canais em ações prévias à conversão de uma compra. Uma estratégia figital é usada não só para atrair clientes, mas também mantê-los engajados até tomarem a decisão de obter o produto ou serviço.

Então, quando uma empresa oferece, por exemplo, um chat de atendimento para os seus clientes tirarem dúvidas em tempo real, ela está engajando-os para fazer uma compra, que pode acontecer na loja física também. A criação de um blog para a empresa se comunicar com o público segue essa mesma linha: atrai as pessoas para a marca, fideliza esse relacionamento, que pode converter em vendas. Outra maneira de aplicar o figital é oferecer a opção de comprar o produto online e retirar na loja, sem frete e, muitas vezes, com um tempo menor também do que a entrega.

A tendência figital

O cientista e professor com atuação na área de engenharia de software, transformação digital, novos negócios e educação, Silvio Meira, diz em seu site que os próximos anos vão “demandar estratégias ao mesmo tempo mais sofisticadas e mais ágeis de todos os negócios, para competir em um espaço que era mais ou menos difuso até a pandemia, mas que se tornou cristalino depois dela”.

O especialista no assunto diz que tudo será figital, já que uma parte significativa do comportamento dos agentes da sociedade deixou de começar, ou de se realizar mais intensamente, na dimensão física e passou a se iniciar, quase sempre, no domínio digital.

“Mercados, empresas, times, pessoas [e cidades, países, governos…] estão numa transição do físico [ou analógico] para uma articulação do físico, que passa a ser habilitado, aumentado e estendido pelo digital, ambos orquestrados pelo social, em tempo [quase] real”, escreveu Meira.

O figital na Skies Learning

Todo esse contexto se aplica na educação também. A tecnologia tem gerado mudanças no processo de aprendizagem de crianças e adolescentes. Nas escolas, o conceito aparece para unir o físico, o digital (e o social) em algo simbolicamente educativo.

Soluções digitais oferecem aos professores a possibilidade de explorar diferentes recursos, personalizar o material didático e trazer novas possibilidades para a sala de aula. Para formar alunos bilíngues isso é muito benéfico. A Skies Learning, por exemplo, coloca em prática o conceito figital, oferecendo um modelo de ensino com material didático físico integrado a plataformas digitais.