Quem somos    |    Nossa solução    |    Blog

Ruymara Almeida, Diretora de Learning da Red Balloon, explica como o respeito e a ausência
de punições torna os alunos mais responsáveis e engajados

Existem diferentes formas de educar, tanto em casa quanto na escola. Historicamente, as práticas dominantes consistiam em estabelecer recompensas e punições de acordo com o comportamento da criança. Nessa linha, o aprendizado era tido como maximizado quando o adulto tinha controle efetivo sobre o comportamento da criança.


Hoje, a maioria das famílias e dos profissionais prefere práticas educacionais atualizadas, com respeito mútuo entre adultos e crianças. Nesse raciocínio, o aprendizado atinge seu potencial máximo quando a criança desenvolve um senso de aceitação e contribuição. Uma das abordagens educacionais que vem ganhando força no século XXI é a disciplina positiva. Confira o seu funcionamento e a aplicação na Red Balloon:


O que é a disciplina positiva?


Disciplina positiva é uma abordagem que norteia a educação de crianças e adolescentes, baseada na psicologia individual de Alfred Adler e Rudolf Dreikurs, os quais trouxeram um foco maior para a resolução de problemas sem o uso de punições. Essa técnica foi amplamente difundida através do trabalho da Doutora Jane Nelsen, psicóloga americana.

“A disciplina positiva reforça que as crianças, bem como todos os seres humanos, precisam sentir que são importantes e que pertencem dentro da família, da escola e demais grupos sociais. Isso acontece quando são vistas, ouvidas e respeitadas”, afirma Ruymara Almeida, Diretora de Learning da Red Balloon.


A disciplina positiva na Skies Learning by Red Balloon


Aplicada em todas as unidades da Skies, a disciplina positiva visa estabelecer vínculos com os estudantes, contando com a colaboração deles durante as aulas. “Essa abordagem não utiliza punição ou recompensa. Prefere a conexão antes da correção”, diz Ruymara.
Sendo assim, as crianças e adolescentes estão em um ambiente acolhedor, e se sentem
importantes para o funcionamento das aulas. Logo, eles não realizam as tarefas e atividades simplesmente porque é uma “obrigação”, mas, sim, porque estão motivados e envolvidos com o conteúdo. Também não existe o medo de errar, já que, na disciplina positiva, os erros são encarados como oportunidades de aprendizagem.

 

A disciplina positiva e o desenvolvimento de habilidades para a vida


“A disciplina positiva enfatiza o equilíbrio entre firmeza e gentileza para encorajar crianças e adolescentes a fazer escolhas mais estratégicas para que se tornem bem sucedidos. Sucesso nesse sentido significa que cresçam e se tornem cidadãos felizes que colaboram para o bem da comunidade”, aponta a diretora.
A partir das ferramentas aplicadas pelos educadores que seguem a disciplina positiva, os alunos desenvolvem mais responsabilidade, autodisciplina, cooperação e a habilidade de resolver problemas. Essas competências sociais serão importantes para toda a vida, então é de extrema importância que sejam fortalecidas desde a infância.


5 livros sobre disciplina positiva


Para os educadores que querem saber mais sobre disciplina positiva, Ruymara indica 5
livros, todos de autoria ou co-autoria da psicóloga Jane Nelsen. Confira:
1- Disciplina Positiva: O guia clássico para pais e professores que desejam ajudar as crianças
a desenvolver autodisciplina, responsabilidade, cooperação e habilidades para resolver
problemas
2- Disciplina Positiva para crianças de 3 a 6 anos: Como criar filhos independentes e felizes
3- Disciplina Positiva para crianças com deficiência: Como criar e ensinar todas as crianças a
se tornarem resilientes, responsáveis e respeitosas
4- Disciplina Positiva para adolescentes: uma abordagem gentil e firme na educação dos
filhos
5- Disciplina Positiva em sala de aula: Como desenvolver o respeito mútuo, a cooperação e
a responsabilidade em sua sala de aula