Quem somos    |    Nossa solução    |    Blog

Os pais precisam reconhecer a importância do aprendizado do idioma e entender a forma que isso é promovido na sua instituição de ensino

A importância do letramento em língua inglesa ultrapassa fronteiras geográficas e desempenha um papel vital em várias esferas da vida contemporânea, como nos campos acadêmico, profissional e pessoal. Logo, é essencial a escola possibilitar o trabalho em língua inglesa de forma contextualizada e envolver as famílias na relevância dessas aulas e projetos.

Qual a importância de dominar o inglês?
“Um dos primeiros pontos que pensamos quando falamos de educação em inglês é o grande acesso ao conhecimento, pois grande parte do conteúdo atualmente disponível é compartilhado em inglês. Ter habilidades nesse idioma permite que os estudantes acessem uma ampla gama de recursos, como livros, artigos acadêmicos, sites, vídeos e palestras, ampliando assim suas oportunidades de aprendizado e pesquisa”, explica Nathalia Prete, Consultora de Relacionamentos da Skies Learning.

Além disso, como o inglês é amplamente utilizado como língua franca, o estudante desenvolve sua comunicação internacional, podendo se comunicar com pessoas de diferentes origens culturais e países.

Para ressaltar como o domínio desse idioma é uma prioridade, Nathalia traz algumas recomendações para as escolas:

1- Contratar professores qualificados e experientes, abertos a se desenvolverem e que possam proporcionar um ensino eficaz e envolvente.
2- Desenvolver um currículo que seja atualizado, relevante e alinhado com as necessidades dos alunos, fornecendo uma combinação equilibrada de habilidades linguísticas e repertório cultural.
3- Disponibilizar recursos de ensino adequados, como livros didáticos atualizados, materiais de áudio e vídeo e suporte constante aos alunos.
4- Manter os pais informados sobre o progresso dos estudantes no aprendizado do inglês por meio de reuniões, relatórios individuais e eventos escolares especiais.
5- Promover intercâmbios culturais e parcerias com escolas estrangeiras, oferecendo aos estudantes a oportunidade de vivenciar a língua e a cultura inglesa de forma autêntica.

Como fortalecer a parceria entre escola e família?

Para que o estudante, de fato, adquira um bom nível na aprendizagem do inglês, é importante que, além da escola, ele conte com o apoio da sua família. A parceria entre esses dois campos é essencial, e tende a gerar resultados mais positivos.

Nesse contexto, Nathalia Prete traz cinco dicas práticas para aproximar as famílias da sua escola:

  1. Incentive a participação ativa dos pais na vida escolar de seus filhos. Acolha e envolva as famílias na rotina da escola. Dessa forma, os responsáveis se sentirão mais confortáveis e confiantes sobre o trabalho que está sendo feito. Organize eventos, como dias de portas abertas, festivais ou apresentações, nos quais os pais possam conhecer a escola, interagir com os professores e ter uma visão mais ampla da proposta pedagógica. Além disso, ofereça orientações e sugestões sobre como podem apoiar o desenvolvimento em casa. Isso pode incluir atividades complementares, leituras em conjunto, discussões sobre temas estudados ou monitoramento das tarefas.
  2. Estabeleça canais de comunicação eficazes, como reuniões periódicas, e-mails, aplicativos de mensagens ou plataformas on-line, para que pais e professores possam se comunicar com frequência.
  3. Reconheça e valorize o conhecimento e as experiências dos pais. Eles podem contribuir de maneira significativa para o processo educacional, trazendo perspectivas culturais, habilidades profissionais ou expertise em áreas específicas. Promova a colaboração entre pais e professores, incentivando a participação dos pais em projetos escolares, palestras ou workshops.
  4. Dê um feedback construtivo aos pais sobre o progresso acadêmico de seus filhos. Destaque os pontos fortes, as áreas que precisam ser desenvolvidas e forneça sugestões práticas para apoiar a aprendizagem contínua em casa.
  5. Promova um ambiente de respeito mútuo e empatia entre pais, professores e estudantes. Reconheça que cada família tem suas próprias culturas e desafios individuais.

Ao praticar as estratégias acima, é possível criar um ambiente de colaboração, em que o desenvolvimento do estudante é facilitado. Assim, forma-se um indivíduo pronto para o mundo globalizado, que aprendeu inglês de forma natural e contextualizada, como preza a nossa metodologia.